Até a chegada da Stilleto no Brasil, ouvir House, Acid House e Freestyle era possível apenas nas pistas. Somente com a ousadia da gravadora pudemos ter acesso a discos que estouravam lá fora, mas ainda não tinham espaço nem nas gravadoras, nem na mídia brasileira, o que fez o Acid House e o Freestyle se tornarem underground no Brasil, um estilo que surgiu do underground das pistas de dança para depois chegar na mídia, completamente inverso do que acontecia normalmente nas rádios, quando o jabaculê (ou simplesmente jabá) dizia o que as rádios deveriam tocar, fazendo as músicas virarem sucesso depois de tocar exaustivamente nas rádios. Com o House foi completamente o inverso. Primeiro as músicas fizeram sucesso nas pistas, e a repercursão foi tal que as rádios que fingiam que este movimento não estava acontecendo, tiveram que passar a tocar as músicas que estouravam nas pistas. Assim foi com o synthpop do New Order, Bizarre Love Triangle que só passou a tocar nas rádios depois de mais de 2 anos de sucesso na pistas, seguida pelo Freestyle do Noel, Information Society e Company B, que estouraram nas pistas mas chegaram bem mais tarde nas rádios (Running fez sucesso no mundo inteiro em 1984, e no Brasil só começou a tocar em rádio em um programa da Bandeirantes FM no final de 88, 4 anos depois, chegando às demais rádios somente em 89).